Objeto vinculado vs. incorporado

Comuns no Office, os objetos se diferenciam em dois tipos.  Você sabe a diferença?

Primeiro, é bom saber o conceito de objeto:  neste contexto, objeto é o conteúdo de um arquivo de qualquer tipo (ex.: música, texto, imagem, planilha).

Objeto vinculado

Quando um objeto é vinculado ao arquivo em que você está editando, significa que, apesar de aparecer dentro do seu arquivo, o objeto está armazenado em um arquivo separado.  O arquivo que você está editando só contém um vínculo para o objeto.  Assim, se você fizer alterações no arquivo de origem do objeto, estas alterações também serão feitas no arquivo de destino.

Ex.: uma música vinculada a um slide numa apresentação.  Se você editar a música, ela será automaticamente atualizada no slide.

Trabalhe com objetos vinculados quando:

– For usar o mesmo computador para criar e mostrar o trabalho que contém o objeto;
– O arquivo do objeto for grande;
– Você precisar alterar o arquivo do objeto depois que ele for inserido.

 

Objeto incorporado

Quando um objeto é incorporado ao arquivo de destino, significa que ele se tornou parte desse arquivo, em forma de cópia. Assim, se você alterar o arquivo original do objeto, a alteração não será aplicada ao arquivo de destino.

Ex.: um slide incorporado a um documento de texto.  Se você editar o slide,  ele não será automaticamente atualizado no texto.

Trabalhe com objetos incorporados quando:

– For utilizar computadores diferentes para criar e mostrar o trabalho que contém o objeto;
– Quando o arquivo do objeto for pequeno (até 100 Kb.);
– Você não precisar alterar o arquivo do objeto depois que ele for inserido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *